O fone de ouvido é meu pastor e música não me faltará

julho 3, 2007 at 9:05 pm Deixe um comentário

No mesmo momento em que a trilha de O Fabuloso Destino de Amelie Poulain me enaltece, SOAD prega seu sermão em Xiba.

Isso merece ser escrito em cordel, esculpido em carrara, parafraseado por qualquer um ou por todos.

A música que prega e nos arranca as pregas. Ao seu toque, nos oferece múltiplos orgasmos cerebrais.

Quero um piano de calda. Uma câmera fotográfica e intermináveis rolos de filme. Um mp3 player com 200 gigas. Um punhado de bagulho e litros de rebite. Só busco a iluminação química. Pobre mortal.

Rebite é uma dráguea(oO). Um comprimido plástico.

Se juntar tudo num mix, com sal e pimenta…

Anúncios

Entry filed under: artigo, cinema, música, queima-mufa, texto.

Já começou o 2° Festival de Inverno da Savassi, em BH Hanging Test Dummy – O primeiro impact-test ao vivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Regra Básica
siga-me!

comentários recentes

tales manssano peres em 4 maneiras de se matar
Ray em 4 maneiras de se matar
Matheus Zardo em 4 maneiras de se matar
alguem que se odeia em 4 maneiras de se matar

RSS twitter: siga-me

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

arquivo

exposições luminosas

mictório

  • 325,626 urinaram aqui

%d blogueiros gostam disto: